(Uma) Verdade

O pássaro arrulha

A pomba trina

Meus ouvidos surdam

Meus olhos mentem.

Desconstrução que progride

Antevê fugaz superfície

Exibe grotesca repetição

A teia que pulsa, ilude e devora.

a Verdade arenosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s