Insônia

 
A noite é escura como esperado.
Luzes fracas adornam o distante.
Sofrem de vazios ignorados e
sem testemunhos.

No céu, repleto de pensamentos,
cenário aberto às possibilidades,
desejo ser de outro planeta,
um ponto vago iluminado.
.
E, de olhos abertos há tempos,
vislumbro outros desencantos.
Desafiam, com seus enigmas, o existir
deste momento.

E o planeta que desejo, longe de águas turvas
visto em horizonte improvável,
tem habitantes dos dias que admiro:
próximos e, como eu, errantes.

Partículas químicas asseguram
certeza à solidão das noites.
Submisso sem motivo aparente
ilude-se na procura da verdade.

E os ouvidos indiferentes
e os olhos cegos,
exultam e, ainda
continuam funcionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s