O Trem

Longo rumor inquietante,
fim do mundo prenuncia.
Mistura sono e torpor,
sonho, tristeza e agonia.
Lá vem o trem!
Treme tudo, treme tanto!
Vibra as casas e seus corpos,
revira os vivos e os mortos.

Desorado trem,
faz caminho ao inferno… em nossas portas!
Vai soprando engasgado,
carrega-nos, seus reféns.

O trem trem trem
Chia chia chia
Na madrugada apita forte
Três vezes todo dia todo dia!

Vai pesado em paralelas,
traz consigo pesadelos.
Os distribui à revelia,
corrompendo a alegria.

Faz dos cérebros, dormentes!
Escravos de cancelas sombrias.
Esconde entre giros, dementes!
Seu sino, seu grito, nossa ira!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s