O Trem

Longo rumor inquietante,
fim do mundo prenuncia.
Mistura sono e torpor,
sonho, tristeza e agonia.
Lá vem o trem!
Treme tudo, treme tanto!
Vibra as casas e seus corpos,
revira os vivos e os mortos.

Desorado trem,
faz caminho ao inferno… em nossas portas!
Vai soprando engasgado,
carrega-nos, seus reféns.

O trem trem trem
Chia chia chia
Na madrugada apita forte
Três vezes todo dia todo dia!

Vai pesado em paralelas,
traz consigo pesadelos.
Os distribui à revelia,
corrompendo a alegria.

Faz dos cérebros, dormentes!
Escravos de cancelas sombrias.
Esconde entre giros, dementes!
Seu sino, seu grito, nossa ira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s